Bomba Explode Na Cabeça E Estraçalha Ladrão: O Estilo Gângsta Do Cinema De Adirley Queirós

  • Lucas Souza Centro Educacional Octávio Bastos
Palabras clave: Estética cinematográfica, Hip hop, Autoria, Mise-en-scène, Brasília

Resumen

Este ensaio se ocupa em analisar o cruzamento entre os elementos estéticos e políticos da cultura hip hop oriunda de Brasília, Distrito Federal brasileiro, nos filmes A cidade é uma só? (2012) e Branco Sai, Preto Fica (2014), do diretor ceilandense Adirley Queirós. Para tal se utiliza referências bibliográficas, entrevistas em blogs e documentários com o diretor. No primeiro momento se apresenta um panorama de conexões entre a cultura hip hop e a proposta estética e política dos filmes para, posteriormente, discutir e compreender as implicações do cruzamento na mise-en-scène e na estilística do diretor.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Ferro, Marc. 1992. Cinema e História. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Herschamann, Micael. Abalando os anos 90: funk e hip hop; globalização, violência e estilo cultural. Rio Janeiro: Rocco, 1997.

Mesquita, Claudia. “Um drama documentário? Atualidade e história em A cidade é uma só?” Devires, Vol. 8, No. 8 (jul.- dez, 2011): 48-69.

Nichols, Bill. 2005. Introdução ao documentário. Campinas: Papirus.

Silva, Rogério de Souza. 2012. A periferia pede passagem: trajetória social e intelectual de Mano Brown. Campinas: Tese de Doutorado Unicamp.

Tavares, Breithner. “Geração hip-hop e a construção do imaginário na periferia do Distrito Federal”, Revista Sociedade e Estado – V. 25 no. 2 ( maio/agosto 2010): 309-327.

FILMES

ENCONTRO com Milton Santos ou a Globalização Vista do Lado de Cá. Direção: Silvio Tendler. Caliban Produções Cinematográficas Ltda. São Paulo – SP. 2006. 90 min. som, color, Formato: 35mm.

RAP, o canto de Ceilândia. Direção Adirley Queirós. Coletivo de Cinema de Ceilândia –CEICINE. Ceilândia, DF. 2005. 15 min. som, color, Formato: 35mm.

A CIDADE é uma só?. Direção Adirley Queirós. Vitrini Filmes. Ceilândia, DF. 2013. 73 min. som, color, Formato: 35 mm.

BRANCO Sai, Preto Fica. Direção Adirley Queirós. Vitrini Filmes. Ceilândia, DF. 2014. 90 min. som, color, Formato: 35 mm

Sección
Dossier